segunda-feira, 2 de junho de 2014

GRANDE FESTA.


AMIGOS TÊM FESTA GRANDE EM SOBRADINHO.
DIA 13 DE JULHO DE 2014.
NO SALÃO DA COMUNIDADE EVANGÉLICA.
EM SOBRADINHO.


DIA 13 DE JULHO DE 2014, Comunidade Evangélica em SOBRADINHO.
09.00 ás 09.10 horas= Abertura oficial.
09.15 ás 10.00 horas= palestra com Dr. ALEXANDRE DORNELLES, Acessor Jurídico da Associação.
10.05 ás 10.50 horas= palestra com Dr. PEDRO LUCIANO DORNELLES, Especialista em Previdência.
10.55 ás 11.35 horas= palestra com WARLEI MARTINS, Presidente da COBAP, (Confederação Brasileira dos Aposentados, Pensionistas e Idosos), Vêm de Brasília.
11.40 ás 12.00 horas= Apresentação das realizações da Associação, apresentação e posse da Nova Diretoria, desfile da Rainha do Centro Serra que irá POA em 24.01.2015.
12.05 ás 35 horas= show com o cantor CELSO SOUZA.
12.20 horas= Almoço; bufê livre com churrasco e sobremesas; R$ 20,00.
14 horas= INÍCIO DO BAILE, música quarteto da saudade. R$. 5,00 entrada.
TERÁ UM TELÃO PARA ASSISTIR A FINAL DA COPA DO MUNDO.
ESPERAMOS A SUAS PRESENÇAS.
TEMOS CONFIRMADOS TAMBÉM; MOACIR MEIRELLES; SILVIO BORGES; WERNER BITELBRUM; 02 MISTER, PRINCESAS E EMBAIXATRIZES DA ASSOCIAÇÃO.
ESPERAMOS POR VOCÊS.
têm matéria também no face,
Aposentados Pensionistas Idosos.


PRESIDENTE DA COBAP WARLEI MARTINS.

Dr. PEDRO LUCIANO DORNELLES.




terça-feira, 1 de abril de 2014

PRESIDENCIÁVEIS SOFREM DE AMNÉSIA.



PRESIDENTE DA COBAP ORIENTA APOSENTADOS A FICAR DE OLHO NA PROMESSA DOS PRESIDENCIÁVEIS




Está escrito no dicionário que Amnésia é a perda de memória que pode ser total ou parcial, constante ou episódica, temporária ou permanente dependendo das causas.
Durante as últimas décadas essa doença parece ter infectado a maioria dos políticos brasileiros.
Assistindo há poucos dias as propagandas eleitorais na TV observei algo interessante e entristecedor: os pré-candidatos à Presidência da República nem mais se preocupam em apresentar propostas para tentar melhorar a vida dos aposentados.
Eles só usam o velho discurso de melhorar a Saúde, a Educação e o setor de Segurança Pública.
Até agora ainda não surgiu um presidenciável que seja merecedor do voto dos aposentados e pensionistas brasileiros.
Espero que esses senhores e senhoras acordem em tempo e formatem estratégias administrativas sérias para ao menos minimizar o sofrimento vivido por milhões de idosos da nossa Nação.
A COBAP e suas entidades filiadas, sejam federações ou associações, estarão de olho em todos os candidatos nas eleições vindouras, sejam deputados estaduais, distritais, federais, senadores, governadores e principalmente nos presidenciáveis.
Vamos anotar suas propostas, cobrar as promessas e fiscalizar seus futuros atos administrativos.
Espero que Deus ilumine a mente dos futuros governantes brasileiros e sensibilize seus corações para que coloquem em prática uma série de políticas públicas que de fato melhorem a qualidade de vida dos mais de 30 milhões de beneficiários do INSS.
Anular o voto não resolve.
É necessário votar no melhor candidato, ou então no menos pior!
* o autor deste artigo é ex-sindicalista e Presidente da Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (COBAP)



quarta-feira, 26 de março de 2014

ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA.




ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA CRESCE, GOVERNO GASTA MAL E APOSENTADOS NÃO GANHAM NADA.




O valor pago pelos brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais no ano de 2014 já soma R$ 400 bilhões. A marca foi registrada nesta segunda-feira (24 de março), segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).
 
Como tem sido a tônica nos últimos anos, os tributos continuaram a crescer acima da expansão da atividade econômica, apesar das desonerações realizadas. Isso sugere que a carga tributária segue aumentando. Aproveitando desse fato o Governo continua gastando muito, apesar de prometer reduzir despesas orçamentárias junto à grande mídia.
 
O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internet, na página do Impostômetro. Na ferramenta, criada em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos, e também saber o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado. Por exemplo, quantas cestas básicas são possíveis fornecer, quantos postos de saúde podem ser construídos.
 
O Impostômetro encerrou o ano de 2013 com a marca recorde de R$ 1,7 trilhão. A carga tributária brasileira subiu para 36,42% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado, ante um peso de 36,37% do PIB em 2012.
 
Enquanto os impostos crescem e o governo gasta sem definir prioridades sociais, os aposentados e pensionistas continuam amargando uma vida de achatamento salarial e muita dívida.


Maurício Oliveira – Assessor econômico